quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Desabafo

Adiantei alguns nomes da equipe do Novo Jornal e parece que a galera ficou meio enraivecida comigo. Não foi minha intenção, garanto. Quis apenas saciar a curiosidade de muitos e acabei me prejudicando. Mas em poucos dias outro noticiaria. Muitos já estavam sabendo. Inclusive, publiquei por isso ou correria o risco de perder a confiança de amigos que me confidenciaram os nomes e pediram segredo.

Já sei a montagem de praticamente toda a equipe, salários e expedientes. Mas não vou mais "thaizar" por aqui. Guardo grande apreço por muitos mesmo que integram o Novo Jornal e torço muito por eles. Alguns são amigos de trabalho, de farra ou colega de larga estima na profissão. E torço, também, pelo projeto encabeçado por Cassiano Arruda, mesmo trabalhando em jornal concorrente. Me parece uma proposta respeitosa à rotina já atribulada e sofrida do jornalista. Modelo, inclusive, adotado pelo DN.

Enfim, convenci-me de que este espaço é inapropriado para tais notícias. Quero discutir e noticiar cultura. E que ninguém me acuse de "rabo preso" em função dos meus trabalhos no Governo do Estado e na editoria da revista patrocinada pela Funcarte. Basta ler os posts abaixo ou acompanhar o que escrevo no jornal. Digo o que penso, sem preconceito, estigma ou perseguição. E tudo baseado no que estudei, no que li e conheço. Não mancho minha trajetória profissional e honestidade por trabalho nenhum. Prefiro morrer liso, e feliz.

Um comentário:

  1. Se estiver liso empresto 10 contos!

    Grande Jornalista e grande amigo!

    ResponderExcluir