quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Cachê deve sair até o fim da próxima semana

A previsão estipulada pela Funcarte para o pagamento dos artistas participantes do projeto da Árvore de Natal e Cortejo de Natal ultrapassou quatro dias hoje e a nova estimativa é até o fim da próxima semana. Os R$ 500 mil pendentes da Petrobras foram depositados no caixa da Fundação segunda-feira, segundo informação da assessoria de imprensa do órgão. Agora, a liberação depende da agilidade da Controladoria e Secretaria de Planejamento.

A promessa do presidente Rodrigues Neto publicada no Diário de Natal foi de que todos os artistas seriam pagos antes do carnaval. Seria “ordem da prefeita”. Quando finalizar a próxima semana, faltarão quatro dias para a entrega das chaves ao Rei e Rainha do Carnaval, agendado para o dia 3 de março no Largo do Atheneu (Petrópolis), no tradicional Baile de Máscaras.

À equipe do jornal, a assessoria da Petrobras informou da condição para o repasse final dos valores do patrocínio em seus contratos a prestação de contas das contrapartidas previstas. “O repasse dos valores de patrocínio é condicionado à apresentação do relatório final por parte do patrocinado, com o pagamento sendo realizado em até 30 dias após isso”.

Segundo Rodrigues Neto informou em matéria publicada na quinta-feira (5/2) no DN, a assessoria de Comunicação da prefeitura estava “correndo contra o tempo” na tentativa de entrega do relatório no dia seguinte.

Em resumo: o Natal em Natal terminou dia 6 de janeiro. Se houvesse planejamento, esse relatório podia ser elaborado durante o evento e entregue poucos dias após o término. Ainda em janeiro esse dinheiro seria liberado. Basta comparar: o relatório foi entregue dia 6 de fevereiro e a Petrobras liberou dia 14, oito dias depois.

Mas é o serviço público. Esse epísódio podia se chamar: Eu sei o que você fez no verão passado.

Um comentário:

  1. Ricardo Telles Aguiar18 de fevereiro de 2011 19:04

    ALELUIAAAAAAAAAAAAAAA...

    enfim alguma notícia mais concreta sobre esse pagamento. Espero q seja concretizado, afinal a atual administração já está muito longe do q os Natalenses esperavam como satisfatória; e o nome da Petrobrás tb está em jogo.

    Parabéns pela matéria Sérgio Vilar.

    ResponderExcluir